Ser relevante e ter um propósito claro!

Esta é a premissa número um para a comunicação da sua empresa. Mas, afinal, em que se traduz, na prática, esta relevância? Em resumo, trata-se de sair do foco no produto para colocar o foco nas pessoas!

A mudança tem enormes implicações na forma como se pensa um negócio ou produto. Do ponto de vista estratégico, revela a importância de todas as dinâmicas que permitam não só conhecer bem o público alvo, mas também estabelecer com ele uma relação contínua e consistente. Podemos ir mais longe e, sobretudo nesta nova realidade que 2020 nos trouxe, afirmar que o público é uma das fontes privilegiadas de produção de conteúdo essencial para as marcas.

É por isso que temos que lhe falar de Marketing Relacional!

O Marketing Relacional é o conjunto de estratégias de construção e disseminação de marca, prospecção, fidelização e criação de autoridade no mercado. Tem na base a relação com o público alvo e a construção de uma comunidade em torno da marca, e o principal objetivo é ajudar as marcas a conquistar e fidelizar clientes, tornando-os defensores e amplificadores da marca.

Os modelos de gestão que combinam elementos de marketing tradicional com elementos do marketing relacional conseguem colocar o cliente no papel mais importante para o sucesso da empresa, da sua marca Isto reflete-se, obviamente, na forma como o público se revê na marca, na forma como a marca faz parte da sua realidade quotidiana ou até da sua família alargada.

Como?

Isto acontece, em grande parte, pela grande componente emocional das estratégias que refletem as preocupações, gostos, preferências e necessidades do indivíduo e na forma como a marca é, neste contexto, relevante. Assenta numa relação permanente de interatividade, com peso substancial para aquilo que são as comunicações do público para dentro da marca.

Prevê, por isso, uma comunicação constante ao longo do  funil de vendas: do momento em que pretendemos awareness à partilha de informação e construção de uma relação que permita a fidelização do cliente.

Esta é obviamente uma construção, preferencialmente orgânica, que as plataformas e sistemas integrados de comunicação digital vieram permitir de forma eficaz e económica! Resumindo, os objetivos do Marketing Relacional são:

Construção e disseminação de marca;

Aumentar a autoridade no mercado;

Gerar o maior número de pontos de contacto com o público;

Promover a Interação com o Perfil de Cliente Ideal e fidelização.

Logo, através do Marketing Relacional, a marca:

Cria uma relação contínua e progressiva com os clientes;

Aproxima o cliente da empresa, marca ou organização;

Aumenta o valor percepcionado pelo cliente (relevância da marca, para além dos seus produtos ou serviços);

Gera uma experiência positiva tornando o cliente num embaixador da marca.

Em suma, as maiores vantagens do Marketing Relacional, são:

Redução dos custos em ações de marketing e publicidade ;

Maior alinhamento da comunicação;

Conhecer as especificidades de cada cliente pois assim é possível oferecer produtos/serviços totalmente personalizados;

Aumentar a probabilidade de conversão de visitas em compras e de recompra. Clientes fidelizados possuem uma probabilidade de compra que fica entre 60% e 70%;

Transformar os atuais clientes em verdadeiros promotores da marca;

Criar, mesmo que indiretamente, ações de marketing WOM e UGC permitindo que o nome da empresa, marca ou organização, chegue a mais pessoas de forma natural;

Receber feedbacks contínuos do público-alvo, tornando possível investir em processos de melhoria do produto ou serviço ou até criação de novas ofertas.

Complicado ?

Nem por isso se contar com a nossa ajuda .Contacte-nos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.